16 de fevereiro de 2010

Carnaval

Com o passar dos anos nota-se que os tradicionais bailes de carnaval e festejos alusivos ao mesmo tendem a desaparecer!

No meu tempo em Vila Facaia, na terça-feira de carnaval, havia um pequeno desfile de todos os que quisessem participar individualmente ou em grupo finalizando sempre com festa e bailarico.
Na Salaborda eramos três ou quatro que por estes dias nos desfarçavamos com roupas velhas para que não fossemos reconhecidos (que era de todo evitado visto que todas agente sabia quem eramos) a preparar partidas aos vizinhos e nos entretiamos a colocar os vasos das flores à porta da entrada das casas, de fechar a torneira da água a todos os que tivessem a porta do contador aberta, a colocar os caixotes do lixo espalhados pela aldeia e outras pequenas e inofensivas coisas.
Já no tempo dos meus pais parece-me que era bem diferente, pois embora se fizessem pequenas partidas havia também uma série de tradicões relacionadas com o carnaval, nomeadamente a partilha do burro feita por dois jovens, um no cimo da aldeia e outro no fundo, que falavam através de um funil e dividiam o burro pelos moradores da aldeia em jeito de sátira.

Sem comentários: